Oleo de Ricino

Enquanto a cada dia que passa uma fruta, flor ou planta se torna a coqueluche dos milagreiros de plantão, vez ou outra também surge aquelas que ninguém entende para o que serve realmente. E se você nunca ouviu falar no óleo de rícino, não se preocupe, mais dias menos dia ele será indicado a você como “bom pra alguma coisa”.

No caso, ele também pode ser conhecido como o “brasileiríssimo” óleo de mamona, aquela frutinha que parece ser cheia de espinhos. E também, se fossem espinhos não seria uma má ideia, já que a semente é extremamente tóxica e somente o óleo dela é que “faz bem”.

Faz bem entre aspas mesmo, por que é difícil provar sua eficácia para qualquer um dos problemas que ele, miraculosamente, promete resolver. Na verdade, existe apenas um benefício praticamente aceito, e está bem longe do monte de lugares onde ele é usado.

oleo de ricino origem mamona

Óleo de Ricino é Laxante?

Ainda que tenha um histórico onde o óleo de rícino já aparecia sendo usado no Egito antigo como anti-inflamatório, antioxidante e adstringente, o tempo passo e hoje ele é produzido (e industrializado até por algumas marcas pequenas), como um tratamento natural para a constipação. Vulgo laxante.

Para isso, mesmo que, obviamente, sem comprovação científica (apenas a da sua vó), basta uma colher de chá logo de manhã, pura ou não (já que é muito amargo e pode ser misturada com, por exemplo, um suco de laranja), para que seu intestino volte a funcionar. E o poder dele parece ser tão forte que não é recomendado que se tome ele por mais de três dias. E caso os sintomas não desaparecerem procure um médico (que é o que já se devia ter feito antes de decidir pelo óleo).

Mas se isso o faz ser bom para alguma coisa, além disso, é por que, por cada conta e cada risco, você pode pingar, passar ou espalhar onde quiser.

Para que serve o Óleo de Ricino?

Acontece que muita gente ainda usa esse óleo como os egípcios: para tudo. Por isso não é difícil encontrar receitas que lembrar que no caso dele ser laxante, também pode provocar náuseas, cólicas, vômitos e desidratação, mas que também serve para deixar seus cabelos mais lindos!

oleo ricino para cabelo

É só aplicar direto no couro cabeludo, deixar durante a noite de sono e tirar no dia seguinte com a ajuda de um shampoo. Para esses, o rícino não só deixa os cabelos mais fortes, macios e brilhantes como resolve problemas de caspa (podendo misturar no shampoo do dia-a-dia) e até os faz crescerem mais rápido. O que não é nada mal para um laxante.

Por fim, diante ainda de uma série enorme de benfeitorias, que incluem tratamentos no sistema imunológico e até ajudando em doenças degenerativas, o óleo de rícino ainda é um ótimo inimigo contra infecções oculares (como conjuntivites e tersóis), basta uma gotinha duas a três vezes por dia.

Mas, mais importante que tudo isso, o bom é lembrar que o melhor mesmo é procurar um médico antes de se aventurar em qualquer dessas curas milagrosas.